29.6.09

Salvador é tudo isto e muito mais


Salvador é o Farol da Barra, o Porto da Barra e o Elevador Lacerda. Salvador é o bondinho. Salvador é Itapoã, é uma casinha no Rio Vermelho à nossa espera, onde há gente que entra e sai e gente que fica. Salvador são sorrisos, risos e silêncios partilhados. Salvador são os Capitães da Areia, Salvador é Acarajé da Dinha, é Skol geladinha e cravinho. É teatro e mais teatro. É a rua da paciência e a da preguiça. São praias umas atrás das outras, é mar que não acaba nunca. Salvador é Bahia de todos os santos, é um mar com caravelas imaginárias, barquinhos estacionados mar afora. Salvador é Iemanjá, Oxum e Ogum. Salvador é candomblé e ubanda. Salvador é 100% negro, com 50% índio, outros tantos por cento português. Salvador é Pelô, é Castro Alves, é Jorge Amado. Salvador é Caetano e Michael Jackson. Salvador é batucada e silêncio. Salvador é o Mercado Modelo. Salvador é herança, é corte portuguesa. Salvador é colorida, é ladeira acima, ladeira abaixo. É calçada portuguesa e ruas de paralelipípedo. Salvador é andar devagar, é falar arrastado. Salvador é São João e todos os santos e santas deste mundo. Salvador são 365 igrejas. Salvador são todos os credos. Salvador é Bonfim e as suas fitinhas coloridas. Salvador são senhoras vestidas de branco dos pés à cabeça, parecem saídas de um filme. Salvador é negão e neguinho. Salvador é calor e muito calor. Salvador é leve, na roupa e nos pés. Salvador é de shortinho e de chinelo. Salvador é estar de férias permanentemente. Salvador é matar saudades, Salvador é chegar a casa. Salvador é ter alguém à minha espera num sítio qualquer. À chegada e na partida, sabe Deus em que condições...

Sem comentários:

Publicar um comentário