1.4.09

A leitura com prazer

Mão amiga faz-me chegar uma crónica publicada no Zero Hora, um jornal local do Rio Grande do Sul, intitulada: A leitura sem prazer, por Antonio Carlos Macedo, na qual o senhor se queixa que a jumentude não lê. Queixa-se muito. E no fim, sai-se me com esta:

O aluno só deveria ser apresentado à obra de Machado de Assis, Graciliano Ramos, Eça de Queiroz, José de Alencar e outros grandes mestres da literatura brasileira depois de passar por autores mais atuais.


Acuma? Coméquié? Hã? O Eça é nosso e ninguém tasca, tás a ouvir, pá?

4 comentários: